Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem é preso por usar lista de criminosos sexuais pra caçar pedófilos usando martelo

 A imagem do homem com a marreta é ilustrativa

Um homem do Alaska atacou brutalmente três homens registrados na lista de ofensores sexuais como pedófilos. Essa lista é disponibilizada pelo governo.

 

Pra uma das vítimas ele se apresentou como sendo um "anjo vingador". Jason Vukovich, de 42 anos, poderá ser sentenciado a até 25 anos de prisão depois de concordar em se declarar culpado perante o tribunal e fazer uma declaração contra "vigilantes", nome como são conhecidos os "justiceiros" nos EUA.

Ele se declarou culpado dos três ataques e de um roubo, afinal, em um dos ataques ele saiu pegando as coisas da casa da vítima que estava inconsciente. Os promotores, com o acordo, largaram mão de mais 12 acusações.

 

Uma das vítimas após o ataque. Ele teve uma fratura craniana

Antes, ele exigia que sua sentença não fosse maior do que as três penas dadas aos pedófilos combinadas com a pena que o homem que o abusou na infância. Sim, Jason foi molestado quando criancinha, e daí veio o seu impulso de "anjo vingador".

 

"Se você já perdeu a sua infância, como eu, pra um abusador sexual, por favor, não jogue fora o seu presente e o seu futuro ao cometer atos de violência", disse Jason em uma carta aberta enviada ao jornal Anchorage Daily News 

 

Os promotores mostraram durante o julgamento que Jason carregava uma lista com os nomes dos pedófilos que queria "visitar", incluindo suas três vítimas: C. Albee; A. Barbosa e W. Demarest. No espaço de 5 dias Jason invadiu a casa desses três e os feriu brutalmente usando um martelo.

 

Após ser preso, à polícia Jason disse que encontrou os endereços dos homens pela lista de ofensores sexuais disponibilizada pelo governo. Ele então foi condenado a 23 anos de prisão

 

Jason durante o seu julgamento que determinou a pena de 23 anos de prisão
 
A última notícia que se tem dele é que entrou pro programa de "justiça restaurativa" do Centro Correcional de Spring Creek, e não parece estar em um lugar rígido.
 
Essa foi a última foto tirada de Jason, dentro de um centro correcional. Ele está à direita.
 

Fonte: NY Post