Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Cachorro anda 59km em 26 dias e reencontra sua casa após ser 'esquecido' em posto de gasolina

 

Uma família viajava pela estrada quando resolveu parar nesses postos de serviço que contam com restaurante, posto de gasolina, dentre outras coisas, e assim lá as pessoas passam um tempo descansando do longo trajeto.




A família, que vive em Hanghzou, ao leste da China (não é em todo lugar por lá que é comum comer cachorros). Na parada, eles deixaram o cachorro sair do carro pra fazer as suas necessidades enquanto iam também fazer as deles.


Conversa vai e conversa vem, comida vai e comida vem, a família descansada decide ir embora, e segundo eles, esquecem o Dou Dou. O pai da família, Qiu, disse que eles viajaram pra visitar familiares, e trouxeram junto o cachorro que vive com eles há 7 anos.


Na volta, eles pararam em uma estação de serviços chamada Tong Lu, que fica a 59km, mais ou menos, da casa deles. Segundo Qiu, uma preocupação repentina quanto a algo que seu filho mais novo estava fazendo fez com que eles não reparassem na presença do cachorro.

 


Quando eles chegaram em casa, notaram a ausência, e no dia seguinte voltaram ao lugar pra procurar o Dou Dou. Sem sucesso, Qiu e sua esposa tentaram a sorte de novo por várias vezes, indo ao Tong Lu, mas nada do Dou Dou.


Eles chegaram ao ponto de aceitar que não veriam mais o cachorro. "Nós estávamos esperando que ele achasse uma pessoa de bom coração que o adotasse". Então, na última quinta-feira, quase um mês depois do sumiço, um cachorro todo sujo apareceu no portão deles.

 


Olhando de perto, ficaram em choque quando perceberam que era o Dou Dou. Qiu disse que Dou Dou estava tão magro que não reconheceu à primeira vista. Após esfregarem os olhos, alimentaram o cachorro imediatamente,  e lhe deram um banho quentinho.


"Apesar de mais magro do que antes, o Dou Dou continua sendo o mesmo. Seus olhos radiam luzes. Por sorte ele não teve nenhum ferimento". Segundo Qiu, no primeiro dia após o retorno ele andava meio trôpego, mas que depois isso passou.

 


O impressionante é que Dou Dou, com pouquíssima água que ia encontrando e quase nenhuma comida, soube dosar a busca por sua casa, andando cerca de 2,2km por dia. Outra coisa impressionante foi o seu faro, sua memória e sua capacidade de sobreviver em uma estrada.

 

Fonte: Dailymail