Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Evento de MMA com crianças tem lutas violentas e causa polêmica após K.O. por 'guilhotina'

 

Quando vemos crianças lutando karatê, por exemplo, sempre achamos bonitinho, afinal, os golpes são coordenados em certas sequências pré-estabelecidas e os golpes nunca saem muito fortes, ocasionando perigo mínimo pra que alguma criança saia ferida. 

 

Tais esportes fazem muito bem pra criança, e causam benefícios não só físicos, mas também mentais, morais e sociológicos. Mesmo assim, tem gente dizendo que um evento de MMA passou dos limites ao colocar uma criança de 6 anos e outra de 7 pra saírem na mão em um "octógono", nome pelo qual é conhecido o ringue de eventos desse gênero.

 



O evento, que ocorreu na armênia, também teria lutas adultas, mas colocou uma de crianças nas lutas preliminares pra divertir o público. A luta aconteceu entre Hayk Taischian e Minas Avagyan, com 7 e 6 anos respectivamente.

 


Os dois meninos não deixaram de fazer nada que um lutador normal faz: teve a pesagem, e até a encarada ao adversário na conferência de imprensa. A luta começa e rapidamente vai pro chão. Não demora muito pra que Minas aplique um golpe que conhecemos como "guilhotina".



 A guilhotina é uma técnica de estrangulamento do jiu-jitsu, que, caso seja encaixada, normalmente termina com a pessoa desmaiada, afinal, devido ao posicionamento, os dois braços do aplicante comprimem fortemente o pescoço de alguém.

 



Por conta disso, o evento foi criticado por alguns, e elogiado por outros. Os que criticam dizem que tal luta deveria ser ilegal, pois tais golpes são perigosos. Os que elogiam disseram que, embora tal esporte seja de fato veemente, mantém as crianças longe do crime e das drogas.

 


Embora tenha acontecido há algum tempo, a discussão voltou à tona após a página brasileira Fight Club Brazil ter publicado o vídeo da luta, que chegou a 18 mil curtidas no Facebook. Um dos comentários mais curtidos diz: "Acho top demais! Luta melhor e mais técnica que de muito adulto. Colocaria meu filho pra treinar sem medo".

 


Já outro comenta: "Não colocaria meu filho numa luta, porém me impressionou a técnica apurada de ambos. Espero que isso não traga danos futuros aos garotos". Já um comentário mais crítico diz: "Não acho certo. Me pareceu um tipo de exploração. Sou a davor de que crianças pratiquem esportes, principalmente artes marciais, mas pelo que a imagem mostra, parece um entretenimento para adultos, assim como é pra nós aqui no ocidente. Então, na minha opinião, considero tão violento como rinha de animais".