Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem acha que seduz porque "vai pagar a conta" e mulher leva 23 familiares pro 1º encontro


Um homem de 29 anos que vive na província de Zhejiang, na China, foi apresentado a uma moça pela sua mãe, e mães sempre escolhem moças de família. Começaram eles a conversar por mensagem e a conversa foi suficientemente agradável ao ponto deles marcarem um encontro.




O homem, querendo provavelmente mostrar algum tipo de virilidade financeira, garantiu por conversa que pagaria a conta do encontro. Não há lá um problema em pagar a conta, mas ficar repetindo isso pelo chat antes do encontro (ou pior, depois) demonstra certa insegurança.


Talvez isso tenha entortado o nariz da moça, e talvez ela também fosse muito tímida, e por isso ela, em um impulso, resolver convidar 23 membros de sua família pra noite romântica. Quando o homem chegou, não gostou nada de sentar em uma mesa pra 25, ainda mais pelo o que disse no chat: "eu vou pagar a conta".

 


Era um restaurante chique, e o homem acabou fugindo no meio da "festa", provavelmente dizendo que iria no banheiro. Afinal, olhando a voracidade com a qual os convidados pediam comidas e bebidas, a conta terminaria bem alta.


No final das contas (sem trocadilho), ele estava certo, e a noite romântica em 25 saiu por 19.800 yuan (16.685 reais). Percebendo que ele havia fugido, ela tentou entrar em contato com ele, tentando lembrá-lo de sua promessa, mas sem efeito. Teve que encarar a amarga conta gigante.

 

Após o homem concordar em pagar cerca de 4.000 yuan, a conta diminuiu um pouco, conforme veremos depois.


Se dividirmos essa conta por 25, dá 667 reais pra cada um. Querendo se recuperar do trauma financeiro, ela vai ao grupo da família explicar a situação e pedir que cada um pague sua parte. Daí podemos entender como a conta chegou nessa cifra absurda.


"Oi todo mundo, obrigado pelo apoio no meu 1º encontro. Ele e eu concordamos que ele pagaria a conta. Porém, alguém criou um problema dizendo durante o encontro que ele era rico, e então que deveriam comer e beber mais pra testar a generosidade dele. Isso tornou a situação insuportável", ela disse no grupo. E continua:

 



"Eu sou a maior vítima dessa situação. A conta excede de longe o quanto eu posso arcar. Minha reputação também foi danificada. Não me importo com quem tenha pedido álcool e cigarro. Só espero que a conta possa ser dividida por igual entre nós", implorou.


Depois o homem concordou em pagar 4398 yuan desses 19800, e o resto a mulher terá que se virar. Ela compartilhou prints em diversas redes sociais tanto da conversa com o homem quanto da conversa no grupo em família. No que podemos ver, as respostas da família não são nada animadoras pra moça.


Um deles responde: "Irmã, foi você que pediu pra irmos junto. Eu só pedi um prato simples. Não pedi nada além disso"; já outro, além de sair da reta, joga pra outro: "Eu só bebi uma taça. Não é esse cara aí que tem que pagar?"; e alguém vai na onda: "Uau...esse cara é nojento!". Deu ruim pra ela.


Fonte: Sohu e Taizhou Evening News