Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Homem que matou a família ganha documentário na Netflix e está recebendo cartas de mulheres apaixonadas

 

Chris Watts, de 35 anos, foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato da esposa grávida e de seus dois filhos já nascidos. O crime aconteceu em 2018, e após o julgamento, a Netflix fez um documentário sobre o caso chamado "American Murder: The Family Next Door", mostrando todos os pormenores do crime que chocou os EUA.



 

Se o documentário era pra mostrar as consequências terríveis de se viver com uma pessoa que é secretamente uma psicopata, aparentemente em algumas mulheres está tendo o efeito contrário. Segundo a revista People, ele está recebendo diversas cartas na prisão de mulheres que se interessaram por ele.

 

 
Chris matou a família quando se apaixonou por uma outra mulher, começou um "affair", ou seja, um adultério contínuo, e decidiu se livrar de sua antiga família simplesmente matando todo mundo pracomeçar uma nova.
 
 

Na matéria publicada pela revista People, vemos que o homem recebeu "muitas cartas" após o documentário, e que a maioria são de mulheres que o "acharam bonito e sentiram compaixão por ele". Como ele não tinha nada melhor pra fazer pela vida inteira na cela, passou a escrever pra elas. Algumas delas começaram um contato permanente com ele, estabelecendo certa relação.

 

 

No dia 13 de agosto de 2018, Chris estrangulou sua esposa, Shannan, na casa deles, em Colorado. Ele levou o corpo pra uma área de construções que ficava em seu trabalho. Quando voltou pra casa, sufocou suas duas filhas, Bella, de 4 anos, e Celeste, de 3 anos.

 

As mulheres que se correspondem com ele dizem sentir compaixão de Chris. A colega de trabalho com a qual Chris começou a se relacionar pensava que ele já estava separado, e aparentemente eles planejavam ir morar juntos. Cerca de 10 cartas estão chegando por semana pro criminoso após o lançamento da Netflix, que segundo o homem, o deixou envergonhado.

 


Mas nem todas as cartas são amorosas, embora sejam a maioria. Algumas são xingando o homem de tudo quanto é nome. Outras são de religiosos dizendo a ele que há a possibilidade do arrependimento, e que ele ainda pode se converter a Deus.

 

Segundo a fonte da revista People, Chris responde a todas as cartas românticas, e até estabelece amizades, afinal, ele não tem nada melhor pra fazer.
 

Fonte: Revista People