Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Brasileira sai de julgamento onde foi proibida de dirigir e vai embora dirigindo na Inglaterra

Simara K., de 39 anos, nasceu aqui no Brasil, mas vive na Inglaterra. Recentemente, ela entrou na contra-mão de uma via chamada M60, e bateu de frente em outro veículo. A mulher, que também é mãe, não tem carteira de motorista.




Pra piorar, a quantidade de álcool em seu sangue estava acima do permitido. Segundo o promotor, Neil Ronan, a brasileira encontrou um amigo, bebeu vinho e foi embora pra casa. Ela usou um aplicativo de mapas pra saber o caminho, e acabou entrando na contramão da rodovia.

 


Simara, por sorte, não causou ferimentos ao outro motorista, que também estava embriagado. A promotoria pedia a prisão pra ela, já que dirigiu embriagada e sem carteira. O advogado de defesa disse que ela é uma "mãe que trabalha duro".

 


O juiz determinou que não seria necessário ela ir pra prisão, mas a proibiu de dirigir na Inglaterra por dois anos. Segundo a decisão do juiz, um fator determinante foi ela ter aprendido a dirigir aqui no Brasil, onde o lado da pista, o lado do volante e o lado da preferencial é exatamente o inverso do que é na Inglaterra, confundindo tudo.

 


Além de não poder mais dirigir, ela não pode sair na rua de noite por 4 meses, ou seja, das 8 da noite até 7 da manhã. Ela também teve que pagar uma multa de 600 libras. Porém, o pior ainda estava por vir. Um fotógrafo flagrou a brasileira saindo do julgamento e indo direto pra um carro. Inicialmente ela sentou no banco de passageiro, mas logo ela estava no volante.


É este o jeitinho brasileiro? O nosso jeito moleque? O nosso futebol-arte judicial? Agora que a foto está se espalhando na mídia inglesa, como no tabloide Daily Star, talvez ela sofra uma sentença pior.