Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Garoto de 9 presencia assassinato do pai, larga a escola e executa vingança 14 anos depois

 
A mídia chinesa relatou recentemente a história fascinante de um jovem que, após testemunhar o assassinato de seu pai pelas mãos de um vizinho, quando tinha 9 anos, passou os próximos 17 anos tentando pegar o culpado. Olhando para trás, naquele dia fatídico de 9 de agosto de 2000, Xiang Mingqian gostaria de nunca ter jogado aquela pedra que acabou matando seu pai.


 
 
Ele tinha apenas 9 anos na época, brincando com seu vizinho, Zhang Jun, em uma vala, ao lado de uma velha estrada na cidade de Changba, no condado de Zhenxiong. Jun jogou uma pedra em uma poça e o respingo atingiu Xiang Mingqian, então ele decidiu retribuir o favor jogando uma pedra ainda maior na água. Foi apenas um jogo infantil, mas a briga que eclodiu entre os dois meninos acabaria envolvendo as famílias dos dois meninos e resultaria em uma morte trágica.
 
 
 
Depois que Xiang Mingqian e Zhang Jun entraram em uma briga, o último ligou para sua avó e ela começou a empurrar Xiang. O barulho foi ouvido pela irmã mais velha de Xiang, que morava nas proximidades, e ela saiu para ver o que estava acontecendo. A irmã de Xiang, acabou espancada pela família de Jun e, quando voltou para casa, contou ao jovem marido o que havia acontecido.
 
 
Enquanto o conflito entre vizinhos acontecia, os pais de Xiang Mingqian estavam fora para comprar um novo aparelho de TV. Quando eles voltaram para casa, o menino não lhes disse nada, mas enquanto eles estavam jantando, sua irmã mais velha disse ao pai que seu marido tinha ido à casa de Zhang Jun para exigir uma explicação para seus hematomas. O pai do menino, Xiang Wenzhi, pegou uma lanterna, vestiu o casaco e foi ajudar o genro.
 
 

 
 
Xiang Mingqian se lembra de ter visto seu pai entrar na casa de Zhang e, alguns minutos depois, a lâmpada se apagando. Quando tudo escureceu, ele pôde ouvir os gritos de seu pai ao ser esfaqueado várias vezes por vários membros da família Zhang. Apesar de levá-lo às pressas para o hospital da cidade, os ferimentos de Wenzhi eram muito graves e os médicos nada puderam fazer para salvá-lo. Até hoje, ele ainda se lembra de seu pai moribundo dizendo que estava com frio e com fome.
 

 
 
A família de Xiang Wenzhi notificou a polícia local sobre o assassinato naquela mesma noite, mas eles só apareceram na cena do crime na manhã seguinte. Eles chamaram os sujeitos para interrogatório, mas não prenderam, e Zhang Mouqui, que desferira os golpes mortais, aproveitou a oportunidade para escapar. Pouco depois, a polícia desistiu do caso, visto que não conseguia mais localizar o principal suspeito.
 
 
Após a morte de seu pai, a vida de Xiang Mingqian piorou, pois não havia mais ninguém para sustentar a família. Ele começou a vender macarrão para ajudar a colocar a comida na mesa e, apesar de ir muito bem na escola, ele desistiu para dedicar sua vida a pegar o assassino de seu pai.
 

 
Incapaz de continuar vendo sua mãe chorando e sabendo que o assassino de seu pai estava foragido, provavelmente curtindo sua vida, enquanto a deles se tornara miserável, Mingqian decidiu que cabia a ele consertar as coisas. Sua mãe estava ocupada cuidando deles, seu irmão mais velho era muito tímido para ir atrás de um homem perigoso e sua irmã tinha sua própria família com que se preocupar.
 
 
Não havia mais ninguém, então ele começou a ir à delegacia local pedindo informações sobre Zhang Mouqui. Para tornar a caçada mais fácil, a família mudou-se da cidade de Changba para a capital do condado quando o menino tinha apenas 10 anos.
 
 

 
Os anos se passaram, mas apesar dos melhores esforços de Xiang Mingqian, o paradeiro do assassino permaneceu desconhecido. Mesmo assim, ele nunca desistiu e, em 2007, recebeu a primeira de três informações importantes. Alguém lhe disse que um homem que se encaixa na descrição de Zhang Mouqui foi visto andando de moto na estação ferroviária de Kunming. Xiang passou vários dias observando e verificando cada centímetro da estação, mas não encontrou nada de útil.
 
 
Então, em 2013, Xiang recebeu informações de que Zhang pode estar escondido em um parque industrial em Jinjiang, província de Fujian. Mais uma vez, ele viajou para lá, mas depois de seis meses de busca, mais uma vez saiu de mãos vazias. Finalmente, em 2017, depois de voltar para casa, Xiang soube de uma fonte confiável que Zhang Mouqui estava escondido na cidade de Nan'an, na província de Fujian. Significava viajar milhares de quilômetros novamente, mas ele não se importou. Ele fez as malas e foi.
 
 
Xiang tinha informações de que o assassino de seu pai trabalhava em uma fábrica de louça nos arredores de Nan'an City. Ele alugou um carro, pediu informações sobre o Zhang ou a fábrica e depois passou dias vigiando a entrada da fábrica de talheres. Mingqian passou três dias vigiando a fábrica e, no terceiro dia, após 17 longos anos, ele finalmente viu Zhang Mouqui novamente.
 
 
Ele estava carregando uma foto do assassino de seu pai desde aquele dia de agosto de 2000, e Zhang não havia mudado muito, ele estava apenas um pouco mais velho. Xiang não se limitou a atacar o homem que arruinou sua vida; em vez disso, ele perguntou sobre ele e soube que ele mudou seu nome para Shao Liang, conheceu uma mulher, se casou com ela e até teve um filho.
 
 
Depois de reunir todas as evidências, incluindo as roupas furadas a faca de seu pai, Xiang Mingqian finalmente foi à polícia, mas em vez de ajuda, tudo que conseguiu foram ombros erguidos, já que os policiais lhe disseram que não tinham registro de um Zhang Mouqui. Mais tarde, ele soube que, na cidade de Changba, as autoridades haviam apagado os registros de Zhang em 2015, pois sua família não tinha notícias dele há mais de uma década e meia.
 
 
Ele ficou indignado, mas não havia tempo para se esconder. Ele contatou as autoridades competentes e, com base em suas provas, conseguiu obter um mandado de prisão de Mouqui. Em 10 de outubro de 2018, o Tribunal Popular Intermediário da cidade de Zhaotong, província de Yunnan, declarou Zhang Mouqui culpado pela morte de Xiang Wenzhi e o condenou à prisão perpétua e à privação de direitos políticos. Após 17 anos e 4 dias, Xiang Mingqian finalmente fez o que se propôs a fazer após a morte de seu pai.
 
 
Aos 26 anos, Xiang Mingqian está pronto para finalmente começar a viver sua vida. Ele tem namorada, mas por falta de tempo e dinheiro, nunca pensou em se casar. Ele acha que é hora de finalmente pensar seriamente nessa ideia.