Tecnologia do Blogger.

Homem esmagado por empilhadeira passa por rara operação chamada hemicorporectomia

 

Loren Schauers, de 19 anos, trabalhava na construção de uma ponte em Wilsal, Montana, EUA, quando um terrível acidente aconteceu. "Eu vi quando a empilhadeira caiu em cima de mim e esmagou o meu corpo".




Ele dirigia uma empilhadeira pela ponte que estava sendo construída, e acabou saindo do caminho sem querer, deixando o veículo pendurado pra fora da ponte. Ele tentou pular do veículo, pois viu que ele iria cair, mas sua perna ficou presa pelo cinto de segurança.



Logo em seguida, a empilhadeira caiu, e ele ficou por baixo. O veículo explodiu o seu braço direito e esmagou tudo da sua cintura pra baixo. Mesmo assim, Loren continuou consciente o tempo todo.

 


No hospital, os médicos chegaram a dizer pra sua namorada, Sabia Reiche, de 21 anos, que ele não iria sobreviver. Ela chegou a dizer o seu "último adeus" por 6 vezes a ele. Os médicos informaram que a única chance de Loren sobreviver era a hemicorporectomia, e Loren autorizou a rara operação.

 


Tal cirurgia consiste na remoção de tudo o que está abaixo da cintura, ou seja, pernas, genitálias, ânus e reto. Após a cirurgia, ele sobreviveu e se recuperou. Loren e Sabia estavam juntos há 18 meses quando tal acidente aconteceu, e eles disseram que tal tragédia só serviu pra aproximá-los mais.

 


"Não foi uma escolha difícil ter metade do meu corpo amputado - foi basicamente uma escolha entre a vida e a morte". Segundo ele, logo após a queda ele viu ao seu lado uma parte de seu braço, que explodiu com o impacto.

 


Sua namorada diz que ele só sobreviveu porque o solo onde ele caiu estava fofo devido às obras. Um helicóptero tirou Loren de lá e o levou a um hospital em Bozeman. Além de tudo, ele sofreu embolia pulmonar e precisou de um tubo pra poder respirar.

 


Lá, os médicos removeram suas pernas, mas deixaram a pélvis e as genitálias. Foi transferido de avião pra um hospital em Seattle, Washington, onde os médicos analisaram a situação da pélvis e perceberam que teriam que fazer a hemicorporectomia.

 


Os médicos tentaram salvar uma porção de esperma de Loren pra que ele pudesse ter filhos biológicos (com a autorização dele, é claro), mas não foi possível. Antes da cirurgia, os médicos pediram que Sabia se despedisse de Loren, pois era provável que morresse.


Após a recuperação, Loren pediu Sabia em casamento, e ela aceitou.


Fonte: The Mirror