Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Entediado na quarentena, homem se torna 3º na história a resolver enigma literário de 100 páginas


O comediante britânico John Finnemore fez bom uso de seu tempo em quarentena, tornando-se apenas a terceira pessoa a resolver “Cain's Jawbone”, um quebra-cabeça literário dificílimo, em seus quase 90 anos de história. Criado em 1934, por Edward Powys Mathers, um pioneiro de palavras cruzadas criptografadas avançadas, Cain's Jawbone é um dos quebra-cabeças mais difíceis já criados. 

 

Consiste em 100 cartas, cada uma contendo a página de um romance de mistério de assassinato e desafia você a colocar as cartas na ordem certa e descobrir quem mata quem no livro.



 


Pode não parecer tão difícil, mas apenas duas pessoas conseguiram resolvê-lo nos últimos 86 anos. Bem, até recentemente, quando o comediante britânico John Finnemore conseguiu fazer isso, depois de trabalhar intermitentemente por cerca de quatro meses.
 


"Originalmente, eu dei uma olhada e decidi que era muito difícil para mim e não adiantava. Então, acabei de colocá-lo de volta na prateleira ", disse Finnemore. "Então a pandemia bateu à minha porta ... e de repente disse: 'Sabe,todo aquele tempo que você quis fazer aquela coisa? Bem, aqui está, divirta-se, você tem quanto tempo quiser". 

 

Com 32 milhões de combinações possíveis, encontrar a ordem correta das cartas e decifrar o mistério do maxilar de Caim é uma façanha. Finnemore disse que espalhou as peças sobre uma cama e começou a pesquisar várias referências e leis do início dos anos 1900, o que ajudou muito. Na verdade, o comediante recomenda que quem está pegando o quebra-cabeça use o Google, pois não é algo que você resolve sem as informações certas.

 

“Está cheio de referências muito obscuras à literatura e geografia e todo tipo de coisas ... Você precisa saber sobre as leis de licenciamento em Londres dos anos 1930, como, onde, em Londres, você podia comprar uma bebida sem sanduíche e onde você só podia comprar uma bebida com comida depois das 10", disse John Finnemore.
 

A história das prisões vem aí, a geografia ... há referências a pessoas que se tornaram tenistas nos anos 1930 e quando jogaram uma determinada partida. Não é algo que você pode fazer sem a ajuda de seus amigos da Internet ”, acrescentou.

Quando o Maxilar de Caim foi lançado pela primeira vez, uma recompensa de 25 libras (166 reais) foi oferecida a quem pudesse resolvê-lo, e essa recompensa monetária foi atualizada para 1.000 libras (6.800 reais) no ano passado, quando a editora britânica Unbound relançou o quebra-cabeça. Finnemore foi o primeiro a reivindicá-lo, mas você pode, desde que se empenhe.

 

Um agente da editora confirmou que o comediante havia resolvido o Queixada de Cain, e Finnemore concordou em manter a solução um "segredo bem guardado, para que o quebra-cabeça possa ser apreciado pelas gerações futuras".
 

Caso você saiba inglês, pode tentar também comprando-o na Amazon. Mas convenhamos que seria interessante algo assim em um contexto brasileiro.