Tecnologia do Blogger.

Homem vai dar caminhada após brigar com a esposa e não para por 418km

É comum ver gente que consegue relaxar após uma caminhada. Outros usam as caminhadas pra melhor pensar, já que há semelhança entre o silogismo e as sucessivas passadas, e com o corpo fazendo algo de semelhante, a alma mais facilmente alcança uma conclusão silogística (como pensava Aristóteles).




Um italiano foi usar o recurso da caminhada pra espairecer após uma acalorada discussão com sua mulher. Talvez ele tenha caído na investigação silogística de alguma complicada questão metafísica, ou algo assim, já que ele acabou andando por 418km.


O homem de 48 anos saiu de Como, cidade ao norte de Milão, Itália, e foi achado por uma viatura policial em Gimarra, na costa Adriática, leste da Itália, uma semana depois.


Os policiais procuravam por pessoas quebrando as medidas da quarentena que ordenavam um toque de recolher de madrugada, e notaram um homem solitário andando às 2 da manhã. Eles o abordaram, fizeram algumas perguntas e resolveram levá-lo à estação policial.


Ele foi identificado e a polícia notou que sua mulher o declarou desaparecido à polícia de Como, e então os policiais resolveram acreditar na história que ele contou. Segundo o irritado homem, ele discutiu acaloradamente com sua mulher, saiu pra andar e espairecer, mas acabou que ele não espairecia nunca, e por isso acabou andando 418km em uma semana.


Após uma média de 60km por dia, ele declarou que sobreviveu graças a pessoas que o alimentavam na estrada. Segundo o homem, ele está cansado. A polícia decidiu liberá-lo, mas antes dedurou ele pra esposa, e multou-o em 400 euros por quebrar o toque de recolher. Os policiais decidiram deixar ele em um hotel até que sua esposa viesse buscá-lo.


Deve ter sido uma viagem de volta e tanto...

 

Fonte: Jornal Italiano Il Resto del Camino