Tecnologia do Blogger.

Mulher inocentada após ter feito sexo com menor diz que vai aproveitar fama e abrir OnlyFans


 
Uma mãe de três filhos que foi inocentada de fazer sexo com um garoto de 14 anos agora planeja capitalizar sua notoriedade vendendo imagens e vídeos em um site obsceno, de acordo com um relatório.


 
 
“Estou pensando em criar uma conta OnlyFans. As pessoas já me odeiam, então não há muito a perder”, anunciou Teah Vincent em um vídeo no Instagram, relatou o Sun. OnlyFans é um site de assinatura em que os assinantes pagam para visualizar conteúdo considerado impróprio para menores para as mídias sociais.
 
 
T. Vincent, 32, admitiu ter feito sexo com o adolescente após convidá-lo e um amigo para sua casa em Glousterceshire. A mãe insistiu que achava que ele tinha 16 anos, a idade legal para consentimento no Reino Unido.
 
 

 
Ela disse ao Tribunal da Coroa de Gloucester que foi só depois que terminaram que o jovem “entrou em pânico” e confessou sua idade.
 
 
Mas T. Vincent foi finalmente inocentada depois que o tribunal soube como o menino havia mentido sobre sua idade antes - inclusive quando criou um perfil no Facebook quando era muito jovem para ser aprovado.
 
 
Ela disse em um discurso retórico online que espera que a família do adolescente "ganhe carma", relatou o The Sun. “Eu não sou uma pessoa má, mas o que isso está fazendo com minha família”, disse ela, junto com um emoji de rosto chorando, em resposta a um usuário de mídia social que disse que ela teve “muita sorte” por ter sido poupada de uma prisão sentença.
 
 
“Eu me considero sortuda”, acrescentou ela no Instagram.
 
 


 
T. Vincent escreveu um jubiloso “NÃO CULPADO” em sua página do Facebook sob o nome de Teah Leanne enquanto ela posava ao lado de um amigo fora do tribunal. Ela disse ao Sun que estava “envergonhada” pela provação, que “destruiu” sua vida.
 
 

 
“Também destruiu qualquer chance que eu teria de uma carreira. Estou com vergonha de fazer qualquer coisa ”, disse ela. “Tenho pessoas no Facebook que nunca conheci me dizendo que sou uma mãe ruim e isso é realmente perturbador, porque meus filhos são o meu mundo”, acrescentou Vincent.
 
 
“O fato é que fui absolvida por um júri e as pessoas precisam respeitar isso. É hora de tentar reconstruir minha vida e seguir em frente. ” 
 
Fonte: NY Post