Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Youtuber recebe 1.000$ em stream pra deixar namorada grávida no frio e ela morre

 
Um YouTuber russo foi preso após uma transmissão ao vivo nauseante em que sua namorada grávida MORREU depois que ele foi pago para submetê-la a abusos cruéis. Incentivado por sua audiência online, Stas Reeflay supostamente forçou Valentina Grigoryeva a sair em uma varanda em um clima abaixo de zero vestindo apenas roupas íntimas.
 


 
 
Stas Reeflay continuou sua transmissão ao vivo enquanto sua namorada Valentina Grigoryeva estava morrendo de hipotermia.
 

Ele a havia submetido a abusos em transmissões online anteriores, disseram amigos. Reeflay, 30, recebeu US $ 1.000 de um espectador para infligir o abuso a ela durante sua transmissão ao vivo, de acordo com um relatório da mídia Baza. Valentina, 28 anos - que estava nos primeiros estágios da gravidez - morreu de hipotermia em sua casa alugada no vilarejo de Ivanovka, perto de Moscou.
 
 
A transmissão foi feita por outra plataforma, mas o canal do homem no Youtube foi banido. Ele rebeceu a doação em questão em uma plataforma de doações chamada DonatePay.
 
 

 
Sua morte chocante gerou apelos na Rússia pelo banimento urgente da "violência real" online, que parece irrestrita no YouTube e pode ser assistida por crianças. Reeflay - cujo nome verdadeiro é Stanislav Reshetnikov - manteve a câmera do YouTube rodando mesmo quando percebeu que Valentina estava “meio morta”.
 
 
Em imagens perturbadoras demais para mostrar, ele pode ser visto carregando-a de volta para dentro e tentando reanimá-la. Ele é ouvido dizendo: “Valya, você está viva? Minha coelha, o que há com você?
“Valya, Valya, droga, você parece que está morta".
 
 
“Bunny, vamos ... me diga uma coisa. Estou preocupado. Droga ... não estou sentindo o batimento cardíaco dela." Ele então diz aos telespectadores: “Gente ... Sem pulso ... Ela está pálida. Ela não está respirando."
 
 


 
 
Stas Reeflay foi pago por seus espectadores para infligir maus-tratos cruéis a sua namorada, segundo relatos na Rússia.
 

 
 
Valentina morreu depois que ele supostamente a forçou a sair na varanda em um clima abaixo de zero, vestindo apenas roupas íntimas.
 
 
Ela revelou recentemente que estava grávida. A transmissão horrível continuou para suas dezenas de milhares de seguidores, mesmo depois que ele chamou uma ambulância. Ele é ouvido dizendo: "Acorde, Valya, eu te amo, acorde." E a câmera ainda estava ativa quando os paramédicos chegaram e a declararam morta.
 
 
A transmissão continuou por duas horas depois que ela morreu, acredita-se. Reeflay ganha dinheiro com "doações" online de seu público russo e internacional. Em uma transmissão anterior, ele havia regado Valentina com spray de pimenta.
 
 
Um amigo da mulher morta disse que sua transmissão ao vivo foi "cheia de crueldade" com ela. Reshetnikov foi detido pela polícia que compareceu ao local e foi interrogado durante a transmissão e a morte de sua namorada. Ele pode pegar até dois anos de prisão se os especialistas forenses provarem que ela morreu de hipotermia, dizem relatórios citando a polícia.
 
 
“As informações também serão verificadas sobre possíveis ações ilegais contra o falecido pelo jovem em cuja casa o corpo foi encontrado”, disse o Comitê de Investigação Russo. Uma investigação “urgente” está agora em andamento para verificar se outras leis foram violadas na transmissão ao vivo. 



 

Fonte: Mirror