Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Zoólogos descobrem em Uganda a existência de mini-girafinhas com quase metade do tamanho

Uma descoberta feita em Uganda pode mudar tudo o que sabemos sobre girafas. No paper publicado na revista científica BMC Research Notes, a principal suspeita dos zoólogos é a de que girafas também sofrem de condições que diminuem consideravelmente o seu crescimento, como ocorre entre nós.




Isso após certos achados em populações de girafas em Uganda. Embora a tese do nanismo seja a preferida dos biólogos, não está descartado que pode ser uma espécie ou raça diferente de girafa que tenha esse tamanho mesmo.

 


A primeira mini-girafa que foi vista por eles foi em 2015, em Uganda, e depois flagraram mais outra, em 2018, na Namíbia. A altura normal de uma girafa é por volta de 4.8 metros. Já esta que foi achada na Namíbia, e chamada de Nigel, tem 2.8 metros. Os zoólogos confirmaram que se tratava de um adulto com a fase de crescimento já terminada.

 


Michael Brown, o autor líder da pesquisa, disse: "É mais uma dobra interessante na história única das girafas". Julian Fennessy, co-fundador da Fundação de Conservação das Girafas, diz: "É fascinante o que nossos pesquisadores encontraram. Estamos muito surpresos". 

 

É fisicamente impossível que essas mini-girafas cruzem com as girafonas, e se for mesmo algum tipo de nanismo, caso duas mini-girafas cruzem, pode ser feita uma linhagem de mini-girafas.

 

Muita gente acha que o pescoço da girafa é desse jeito pra que ela possa comer das árvores, caso contrário morreria, mas as mini-girafas são adultas, e estão dando um jeito.


Fonte: NY Times e Reuters