Tecnologia do Blogger.

Homem simula assalto e pede mulher em casamento no momento em que ela iria levar tiro na cabeça

 

Tem algo mais romântico do que fazer o amor da sua vida pensar que vai morrer e deixar três filhos pra trás? Após destruir a mulher pelo terror completo, é a hora de pedi-la em casamento. Pelo menos assim pensou Ray Giuliano.




Ray levou sua namorada pra uma loja de conveniência, onde eles escolhiam uma cerveja. Ele ficou enrolando com ela ali falando groselha sobre a história de uma bebida ou outra, até que chegasse o bandido no caixa. Eles três combinaram tudo, fecharam a loja de conveniência, que fica no condado de Erie, em Nova Iorque, e alertaram a polícia sobre o que fariam.

 

O assaltante sai da loja após "levar o dinheiro", e o casal se dirige ao caixa logo em seguida. O atendente diz: "eu fui assaltado!", e nem dá tempo de pensar, quando o "assaltante" volta pra dentro apontando a arma.

 

Então o Ray leva a namorada para os fundos, e obviamente ela já está paralisada de medo. O ladrão finge se entreter com o atendente, que é levado para os fundos também, mas aí ele volta sua atenção ao casal.

 



O assaltante se dirige a mulher, perguntando: "você tem filhos?", e ela, chorando muito, responde "sim!". "Quantos filhos?", e ela responde, "eu tenho 3!". Agora ele fala com Ray. "Ela é sua namorada?", e ele responde: "sim! é minha namorada", e o ladrão responde: "eu não tô vendo um anel!", no que ouve: "não somos casados".

 

Agindo como se estivesse brabo com uma mentira, ele se move em direção a eles e começa a tirar algo do bolso. Naquele momento a moça tem certeza que levará um tiro na cabeça. "Por favor, não! Por favor, não!!!", ela grita desesperada. Mas se tratava de uma caixinha com um anel dentro, que é entregue a Ray. "Quer casar comigo?". 

 

 

A mulher fica muda por uns bons segundos até entender mais ou menos o que estava acontecendo. "Você está falando sério?", ela pergunta ainda trêmula e chorando. Então mais alguns segundos se passam e ela começa a rir. "Isso é um sim?", Ray pergunta, e ela diz: "sim", ainda rindo.

 


A mulher classificou Ray como "cabeça oca", e o homem relata que já pediu desculpas por exatas "7.293", e depois pediu de novo ela em casamento, mas agora de um jeito mais tradicional, em uma ponte com vista bonita.