Tecnologia do Blogger.

Menina de 9 anos usa 100% do cérebro, dá a volta em perseguidor e aparece atrás dele com outro adulto

 

Cerca de 40.000 crianças e adolescentes desaparecerem no Brasil anualmente. Quantas delas foram sequestradas? Quantas fugiram? Não se sabe. Mas desaparecem, e certamente alguma porcentagem desse número corresponde a sequestros.




Os motivos dos sequestros podem ser inúmeros, desde pedidos de resgate, até venda de órgãos e outras coisas bizarras. Se de um lado não podemos viver em um estado total de paranoia, impedindo a criança de empinar uma pipa, de outro ela precisa ser devidamente instruída a como reagir nessas situações. 


Ou seja, não paralisar pensando "o que eu devo fazer?", mas ao invés disso pensar: "como ficar em mais segurança exatamente agora?". Entrar em contato com outro adulto, por exemplo, entrar imediatamente em uma padaria ou loja de conveniência e falar com o atendente sobre o que está acontecendo, dentre muitas outras instruções que você pode encontrar com especialistas em segurança individual.


Sabemos ainda que certas crianças nascem com certos dons, como alguma criança de 2 anos que já toca Beethoven no piano. E o dom dessa menina é ser o Hitman. A mocinha de 9 anos chegava no complexo de apartamentos onde morava, em Stupino, na Rússia. Ela calmamente sobe as escadas do lugar e toca a campainha, esperando a liberação da porta. 


A porta é liberada, e ela entra. Essas portas possuem um amortecedor que não permite que ela feche imediatamente assim que você a solta, já que sem tal sistema, a mola que existe nela faria com que fosse fechada com muita força. Atrás da menina estava um homem bem alto, e enquanto a porta ainda fechava atrás dela, ele impediu o fechamento, entrando também.

 


Ela se vira pra ir ao elevador, mas um tanto à frente do homem, dá uma meia volta súbita e vira em outro corredor. Milésimos depois o homem já vira ao mesmo corredor do elevador, passando raspando nela, mas sem vê-la. Sabendo das câmeras, ele age naturalmente e chama um elevador, tentando ver de canto de olho onde ela foi parar.



Ao fundo a menina passa fazendo o caminho de volta pra rua, e o perseguidor não percebe. Segundos depois, ele decide voltar pra rua pra ver onde ela foi. Assim que abre a porta a menina está entrando de novo com outro adulto, que vê o rosto do perseguidor.

 



Ele foi preso depois, já que as câmeras comprovam que de fato ele entrou atrás da menina.