Tecnologia do Blogger.

Mulher contrata assassino (policial disfarçado), vai conferir cena do crime falsa e é presa

Mike Dippolito resolveu contratar uma acompanhante pra ir a um lugar mesmo sendo casado há 7 anos. Por algum motivo, ele decidiu que a acompanhante era o amor da vida dele, e resolveu se divorciar de sua esposa.




Logo em seguida, ele tomou outra decisão: se casar imediatamente com Diana, que se tornou Diana Dippolito. Eles estavam casados há seis meses, e Diana resolveu que já era hora de tomar posse de uma casa em nome de Mike e de sua mulher, da qual se divorciou, que ficava em Palm Beach (um lugar bem caro), e também tomar o controle da conta bancária de Mike.


Mas pra isso, algo precisava acontecer: Mike precisava morrer. Ela passou a procurar assassinos de aluguel pra fazer o trabalho, mas pra sorte do homem, ela acabou "contratando" um policial disfarçado.


Ela e o policial disfarçado se encontram para os detalhes do crime, e eles combinam que tudo vai ficar parecendo um assalto que deu errado, e o assaltante acabou matando o cara.



O policial ainda pergunta se ela tinha alguma possibilidade de mudar de ideia, porque a partir de certo momento não daria mais pra voltar atrás. Ela afirma categoricamente que não existe essa chance e que tem certeza do que quer.


Enquanto isso, a polícia avisa o homem, explica o que está acontecendo, e ele vai pra um lugar seguro. Ao mesmo tempo, os policiais fazem uma cena do crime falsa na casa deles, e chamam a mulher, que tinha saído convenientemente na hora marcada pro crime poder acontecer. O momento em que ela chega lá também foi gravado.


Várias viaturas ficam em frente a sua casa, e um policial a informa de que houve uma ligação falando sobre um quebra-quebra na casa, e que o marido dela tinha sido morto. Ela então começa a atuar, chorando e gritando muito alto, enquanto agarra o policial, dizendo "não!!! não!!!".

 


Ela é levada pra delegacia pra prestar depoimento, pensando ser a pobre viúva que falaria sobre como está arrasada. O investigador, após questões leves, abre a porta e pergunta: "você conhece esse homem aqui?", e se tratava do policial disfarçado que ela contratou como assassino, fingindo estar algemado. Ela diz que nunca o viu.

 


Depois o investigador revela que eles tinham tudo gravado e que ela seria presa naquele exato momento, e é quando ela começa a atuar de novo, chorando alto e dizendo que não sabia de nada. Além disso, ela é informada de que seu maridinho ainda está vivo. Agora algemada na viatura, ela reafirma a uma equipe de reportagem que "não fiz nada e nem planejei nada".

 


Presa,  Diana foi primeiramente condenada a 20 anos de prisão, mas após recursos e mais recursos e com o fato de que o homem não morreu, a justiça ordenou um segundo julgamento, onde ela foi condenada novamente a 17 anos de prisão. Os promotores queriam 30.


 

Pelo jeito não é uma boa ideia, pensando pelo lado do Mike, terminar um casamento de 7 anos pra se casar com uma acompanhante.

 

Fonte: NBC News