Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pássaro raríssimo esquece canto de acasalemento, não consegue namoradinha e preocupa especialistas

 

O regente-comedor-de-insetos (Anthochaera phrygia) é um raríssimo pássaro que vive na Austrália, mas que não chama a atenção por uma aparência peculiar (embora seja bonitinho), e sim por causa de seu canto de acasalamento.

 



Ele é conhecido por cantos de acasalamento extremamente complexos, e se dá uma desafinada, uma erradinha no tom, uma deslizada, então é rejeitado pela fêmea que é extremamente existente quando o assunto é música.

 


Quando a quantidade de regentes é grande numa região, a confraternização com milhares de outros machos aprimora os cantos, fazendo com que mais machos tenham sucesso em passar no teste musical para o acasalamento. Porém, zoólogos estão observando algo no extremo oposto em regiões onde são poucos os regentes: eles esquecem a música.

 

 

Convivendo cada vez menos com a partitura do acasalamento, ela acaba sendo esquecida ou corrompida em algumas gerações, fazendo com que as fêmeas não acasalem com cada ninguém e aquele grupo esteja fadado ao fim. A corrupção da partitura do grupo analisado chegou a tal ponto que alguns machos passaram a imitar outras espécies, abandonando a longa tradição.

 



Inicialmente os zoólogos pensavam que o comportamento de imitação era pra evitar serem atacados por pássaros maiores, mas agora sabem que é uma tentativa desesperada de conseguirem uma namoradinha. "Esses pássaros não sabem cantar aquilo que devem", diz o Dr. Ross Crates, da Fenner School of Environment.


Quando nascem, os regentes-comedores-de-insetos ficam bem quietinhos, evitando assim serem comidos, e só começam a cantar quando já conseguem sair do ninho. Eles ouviram uma coisa ou outra de seus pais, mas vão aprender mesmo quando já são grandes, e começam a copiar as "partituras" que ouvem de outros machos adultos.


Mas agora a partitura foi esquecida, a música foi corrompida, os costumes dilapidados, as tradições escarnecidas! De acordo com o estudo, a "partitura" foi completamente esquecida em 12% dos membros vivos da espécie, e no resto foi quase totalmente corrompida mais ou menos, dependendo do macho.


Agora os zoólogos querem capturar os machos que sabem cantar corretamente, e colocá-los em um mesmo criadouro com filhotes machos, soltando vários deles de tempos em tempos na natureza, e fazendo a "partitura do acasalamento" retornar à sua era de ouro.


Fonte: BBC