Tecnologia do Blogger.

TikTokker exibe nas mãos um polvo-de-anéis-azuis e comemora não ter morrido


Kaylin Phillips, da Carolina do Norte, nos EUA, foi pra Bali, uma ilha isolada da Indonésia, passar um tempo por lá. O lugar é cheio de animais exóticos, e também muito venenosos. Sem se atentar a isso, Kaylin viu um polvo muito fofinho na parte rasa do mar.




Ele tinha vários pontinhos azuis, e o resto era meio amarelado. Ela então resolveu pegá-lo nas mãos e exibir em um vídeo pro seu TikTok. Mas após gravar o vídeo, onde alguém joga água em cima do polvo que se mexe bastante pra que ele continue úmido, ela resolveu pesquisar sobre.

 


Então descobriu que passou muito perto de uma morte bem zoada. O animal que ela segurou se trata do polvo-de-anéis-azuis, um dos mais venenosos do mundo, e cuja picada tem veneno o suficiente pra matar 26 homens adultos. Além disso, não existe antídoto pro raro composto de toxinas que ele solta na picada, composto conhecido como tetrodotoxina.

 



Se o polvo tivesse resolvido atacar naquele momento, ela morreria em minutos. A picada, normalmente muito pequena, não é percebida na hora. Dali um tempinho ela começaria a sentir os sintomas, e provavelmente morreria por parada cardiorrespiratória. Após perceber o perigo que passou, a menina publicou o vídeo no TikTok com a legenda: "Indo pra Bali e segurando sem saber um dos animais mais perigosos do mundo".

 


A trilha sonora do vídeo se torna a "Oh No" - do artista Capone, conforme as informações do polvo vão sendo reveladas após a cena, e ao final ela aparece com um sorrisão dizendo: "um brinde por não ter morrido".


O vídeo chegou a 5.7 milhões de visualizações:



@kaylinmarie21

Called my dad crying 3 hours later in Bali🙃 ##blueringoctopus ##bali ##uluwatu ##fyp ##imdumb ##thanksjesuschrist ##ShowerWithMoxie ##EnvisionGreatness

♬ Oh No Oh No Oh No No No - Dubskie