Tecnologia do Blogger.

Irã censura partida de futebol mais de 100x porque bandeirinha era mulher


A TV estatal iraniana cortou mais de 100x a partida de futebol que aconteceu entre o Manchester United e o Tottenham. O motivo? A bandeirinha do jogo foi uma mulher, e ela estava mostrando os cabelos e os joelhos, coisa que é proibida na televisão de lá.




Toda vez que a câmera iria mostrar a bandeirinha de perto, como num escanteio, uma outra coisa era colocada na tela, como uma vista panorâmica do estádio, e quem estava assistindo o jogo tinha que se contentar apenas com a narração.


Ao fim do jogo, até um dos comentaristas da TV fez piada com a situação, dizendo que esperava que os telespectadores tivessem gostado do "show geográfico", já que como foram 100 vezes, muitas ruas dos arredores do estádio foram mostradas.

 

Transmissão da Sky Sports, canal inglês


Em 2019 algo mais drástico aconteceu: a TV se recusou a exibir uma partida porque a juíza do jogo seria mulher. O jogo em questão foi Bayern de Munique e Augsburg. O "líder supremo" do país, Ali Khamenei, implementou um decreto que obriga também os desenhos animados a seguirem essas diretrizes.

 

Transmissão da Sky Sports no exato momento do escanteio mostrado acima


Em 2017 foi mais tragicômico ainda: durante o Oscar o pessoal da TV "desenhava" roupas em cima de vestidos considerados impróprios, e a coisa foi tão mal feita que virou piada:


Fonte: Jerusalem Post