Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Marido e pai de 7 filhos, canadense agora se identifica como criança de 6 anos transgênero chamada Stefonknee

 

Antes, e por muito tempo, era um homem conhecido como Paul, de 52 anos, casado e pai de sete filhos. Agora, é Stefonknee, uma menina de 6 anos que vive com um "papai" e uma "mamãe" adotivos.




Stefonknee percebeu que não era Paulo quando tinha 46. Nessa altura, Paul já se vestia como menininha e ficava pintando livros de colorir. Tanto seus filhos como sua mulher criticavam o comportamento, e foi quando ele decidiu fugir.

 



Segundo Paul, ou Stefonknee, sua família adotiva, um casal de idosos, aceita quem ele é, e permite que ele viva com os filhos do casal, e com os jovens netinhos. Stefonknee diz que vive como uma garotinha de 6 anos porque nunca pôde fazer isso na escola.

 



Em um vídeo, onde se emociona, Stefonknee diz: "eu não posso negar que fui casado, ou que tive filhos. Mas agora eu segui em frente e voltei a ser criança", em uma transição que aparentemente distorceu o espaço-tempo.

 



Stefonknee continua: "Agora eu tenho um papai e uma mamãe. Seus filhos e seus netinhos me apoiam". Mas não aceitaram completamente, no início. Inicialmente, Paul decidiu que Stefonknee teria 8 anos, mas após a adoção, o casal de idosos pediu que a menininha regredisse aos 6 anos, e assim poderia ser a caçula.


Stefonknee volta a ser Paul pra limpar as ruas quando estão cobertas de neve, e assim fatura uma grana, que dá pro casal de idosos pagar as contas da casa. Quando volta, é Stefonknee, e fica fazendo "coisas de criança" junto com as netinhas desse casal.

 


Paul decidiu fugir quando sua mulher disse: "pare de ser trans, ou vá embora". Então, agora Stefonknee, foi embora. "Seria como pedir pra eu parar de ter a altura que tenho", disse a criancinha. Mas quando se trata de mudar a idade, não tem problema.


A família cortou o contato, e os filhos pediam que Paul parasse de agir como agia. Uma das filhas convidou Stefonknee pro seu casamento, desde que se vestisse como homem, se apresentasse como Paul e não falasse com ninguém. Stefonknee tentou se matar.

 


Depois encontrou sua nova família adotiva, onde agora passa o dia colorindo livros de colorir.


Fonte: Daily Mail