Tecnologia do Blogger.

Modelo alérgica come pretzel, fica quadriplégica após erro na ambulância e receberá R$168 milhões

 

Chantel Giacalone estava modelando em um evento, e aproveitando pra divulgar sua recém começada carreira no cinema, atuando em filmes com "Efeito Borboleta 3". Como modelos em evento assim não tem muito tempo livre, lanchinhos e guloseimas são comuns nos espaços de tempo que surgem.




Em um desses mini-lanches, um amigo deu a ela um pretzel que tinha amendoim, sem saber de sua severa alergia. Ela teve uma parada anafilática completa quase que imediatamente e foi levada com urgência pra ambulância que estava no evento.

 


Tal tragédia ocorreu no dia 20 de fevereiro de 2013, quando Chantel tinha 27 anos. Em eventos grandes, como o Mandala Bay South Convention Center, em Nevada, o organizador precisa pagar uma uma ambulância pra atender a qualquer possível problema de saúde no público.

 


Chegando na ambulância, os paramédicos não tinham a epinefrina correta pra choques anafiláticos completos, e acabaram ministrando outra epinefrina, intra-muscular. Por conta desse erro, a modelo ficou por alguns minutos sem oxigênio no cérebro. Porém, o código de saúde de Nevada exige que toda ambulância tenha tal remédio.

 


Por conta dos minutos que passou sem oxigênio no cérebro,Chantel ficou quadriplégica, quando os 4 membros ficam completamente paralisados. Ela é cuidada pelos seus pais, e só consegue se comunicar com os olhos, pois perdeu a habilidade de fala.

 

 

Um pretzel é assim

 

Chantel hoje tem 35 anos e precisa se alimentar por um tubo. O caso foi à júri popular, que decididiu em favor da família, determinando indenização de 168 milhões de reais (29.5 milhões de dólares) da empresa responsável pela ambulância. Os pais da moça disseram que vão usar o dinheiro pra melhorar a qualidade de vida dela na casa.


Fonte: NY Post