Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Protagonista do meme "Disaster Girl" chega à maioridade e vende NFT da foto por 180 Ethereum

 

Há 17 anos uma foto tirada de uma criança sorrindo maliciosamente em frente a um incêndio acabou viralizando, e até hoje ela circula entre nós. A menina de 4 anos da foto foi apelidada de Disaster Girl. Agora, Zoe Roth fez 21 anos, a idade de maioridade nos EUA, e colocou à venda o NFT da foto do meme.




Pra quem não sabe, o NFT é fabricado quase do mesmo modo que uma criptomoeda, mas tem como objetivo conceder um direito de propriedade pra alguém, como se fosse uma escritura criptografada. Tal modelo de token já começa a ser utilizado também pra residências e outras coisas. Afinal, o que é mais seguro: uma escritura no papel ou um token único e criptografado no seu nome?

 


É claro que existem muitas outras questões sobre o assunto, mas aqui o papo é outro: a questão é que Zoe colocou os direitos da imagem pra leilão em um provedor de NFT's, e o vencedor pagou 180 Ethereum's (uma das mais famosas criptomoedas) pra moça que faturou uma bolada. Afinal, um Ethereum hoje vale 15.008 reais, ou seja, ela recebeu 2.700.000 reais, aproximadamente.

 


Zoe conta que quem tirou a foto foi o pai dela, e deixa claro que não começou o incêndio. O comprador da foto se apresentou como @3FMusic (você pode permanecer anônimo nos leilões). O site Gizmodo quis especular sobre e acha que quem comprou foi um cara chamado Farzin Fardin Fard, CEO de uma empresa de produção musical de Dubai.

 


A foto deu boas lembranças pra ela, como ganhar uma viagem pra Los Angeles e ser entrevistada pra National Geographic num documentário sobre a história da internet. E claro, 2,7 milhões de reais. 

 

E mais: os NFT's são feitos de tal modo que, no futuro, qualquer lucro que a foto dê, 10% vai pra ela. Certamente, uma tecnologia que vai ajudar muito artista. Zoe garante que vai dividir tudo com o pai dela, autor da foto.

 

Fonte: NY Post