Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Russo que estava 'preso' em reality show chinês de k-popeiro há meses finalmente consegue sair


Vladislav Ivanov é um tradutor e modelo de 27 anos que vive em Vladivostok, na Rússia (quem jogou War conhece o lugar). Ele fala chinês fluentemente, e conseguiu um trampo num reality show chinês que escolheria qual seria a próxima banda de K-Pop chinesa a ser famosa.




O programa se passa numa ilha paradisíaca, sendo uma mistura de Big Brother e American Idol. O trabalho dele, que teria a ver com tradução, nada dizia sobre participar do programa. Mas chegando lá, os produtores notaram que ele era carismático, e o convidaram a participar do programa. Ele acabou aceitando, e assinou um contrato.

 


Logo, ele se tornou um dos 90 participantes que disputariam as 11 vagas finais no grupo, porém, não passou muito tempo até ele perceber que aquilo foi um grande erro. Ele percebeu que não tinha habilidade nenhuma de canto, nem de dança e também que se sentia extremamente desconfortável ante as câmeras.

 


Mas devido ao contrato, ele sofreria consequências um tanto amargas se simplesmente desistisse, e então passou a implorar ao público que fosse eliminado, fazendo de tudo pra ser visto como chato, e abertamente pedindo que votassem contra ele nos paredões. Mas o público resolveu não obedecer.

 


A sua completa falta de entusiasmo e apresentações feitas de modo propositalmente horríveis acabou cativando o público, e paredão atrás de paredão ele acabava permanecendo no programa. O público gostou desse jeito dele, já que todos os outros pareciam desesperados por fama, e ele só queria ser ele mesmo.

 


No programa ele começou a ser chamado de Lelush, o personagem de anime favorito dele, e odiando muito tudo isso, acabou chegando na final durante 2 meses horríveis. Segundo o público, ele se tornou um símbolo da cultura Sang, que diz respeito a uma atitude de derrotado durante qualquer circunstância.

 


Ele ficou tão popular na China que fãs começaram a pagar outdoors pedindo a permanência dele, e seu nome aparecia constantemente entre os mais comentados nas redes sociais de lá. Enquanto isso, na Rússia, a hashtag #FreeLelush aparecia, acusando o programa de mantê-lo refém.

 


Em uma das provas, por exemplo, ele disse abertamente: "Me tornar um membro de uma boyband não é meu sonho, já que não sei cantar nem dançar. Espero que os juízes não me avaliem bem. Enquanto todos os outros devem receber uma nota A, espero receber uma nota F". Em outra ocasião ele olhou pras câmeras e pediu aos fãs: "Não me amem. Vocês não verão resultado algum". Sua popularidade só aumentava.


Quando chegou na final, ele implorou que não fosse escolhido entre os membros da boyband, já que isso implicaria em mais obrigações contratuais pré-estipuladas naquele contrato que assinou. Finalmente, ele não foi escolhido, e pôde voltar pra casa após 2 meses completamente inúteis. Na entrevista final ele disse: "obrigado por finalmente me deixarem ir", e soltou um raro sorriso.


Uma compilação mostra as várias vezes em que ele tentou se auto-sabotar, e acabou sem querer aumentando sua popularidade: