Tecnologia do Blogger.

Após 151 filhos, serial father diz que não precisa mais trabalhar, e 'controla eles igual Age of Empires'

 

Alguns pensam que apenas um filho irá causar um fortíssimo impacto nas finanças, mas Misheck Nyandoro, de 66 anos, pensa o simétrico oposto: se você cuida de muitos filhos, e os educa bem, então eles irão também cuidar de você, e quanto mais deles, mais cuidados. Tem gente que brinca dizendo que quer ter vários filhos pra colocar um em cada semáforo da cidade vendendo paçoca.




Quando tinha 28 anos, lá em 1983, Micheck considerou isso tudo e resolveu iniciar um estranho projeto: chegar aos 1.000 filhos. O veterano de guerra, que serviu ao exército do Zimbábue, tinha a sua grana fixa de aposentadoria, e passou a procurar mulheres que aceitassem seu "projeto".

 


Hoje, 17 mulheres vivem com ele, e de acordo com um organograma, ele sabe qual delas vai passar o dia com ele, em horários fixos. Agindo assim, ele não chegou perto dos 1.000 filhos, mas chegou aos 151. Segundo ele, agora seus filhos não o deixam trabalhar, e o enchem de mimos e presentes.


Ele considera que engravidar as mulheres seja o seu trabalho, e quer fazer isso até sua morte. Algumas das mulheres são mais velhas, outras são mais novas, e pra lidar com isso, Micheck diz que "altera sua personalidade" pra cada uma delas. Pras mais novas ele age de um jeito, pras mais velhas, de outro.

 


Mas ele pretende acrescentar mais mulheres a esse grupo, pra quem sabe chegar aos 1.000 no tempo que lhe resta de vida. Ao fim da entrevista, ele acrescenta: "todas elas cozinham pra mim, mas a regra é que eu só como comida deliciosa, tudo o que está abaixo desse padrão eu jogo fora. Elas sabem as regras, e prometeram não ficar brabas se eu mandar a comida de volta. Tudo o que eu mando de volta é uma lição que ajuda a melhorar".

 


Não que pensemos em chegar a esse ponto, mas faz pensar o poder que sentimos ao mandar o filho ir na padaria comprar pão. Agora ele é uma máquina de comprar pão.


Fonte: Metro UK