Tecnologia do Blogger.

Criança com gogó de Vibranium grita literalmente sem parar por literalmente 8 horas no 'pior voo da história"


Shane Townley estava indo da Alemanha pros EUA (mais especificamente Newark, Nova Jersey), e pensou que poderia descansar a cabeça durante o voo de aproximadamente 8 horas.


Um bebê ou outro poderia chorar, alguém poderia começar a tossir, mas nada que um fone de ouvido não resolvesse. Pobre Shane...

 

 

O avião se preparava pra decolar, e a criança começa a gritar como se estivesse pegando fogo. Pra garantir que o grito ecoasse pelo avião inteiro, o menino fica de pé, e até bate no teto do avião.


Uma aeromoça tenta acalmar a criança, e Shane resolve filmar o que ele relata como "gritos demoníacos". A mãe então diz: "liga o wi-fi pra eu poder colocar logo o ipad pra ele". Pra tal mãe, o único jeito de "controlar" seu filho é através de vídeos em um ipad ou celular.

 


Shane grava novamente uma hora depois, e o menino continua gritando sem parar (exceto pelos milésimos onde ele puxa ar para seus pulmões e assim pode continuar). Ninguém aguenta mais, e segundo Shane, todos se olhavam com uma expressão que dizia: "é, será um longo voo".


A esperança é que, devido à grande liberação de energia, ele logo dormisse. Mas ô menino enérgico! Mais duas horas se passam, e ele continua gritando. Todo mundo já desistiu de pará-lo (e a primeira a desistir foi a mãe).

 


Segundo uma das filmagens de Shane, a mãe chegou a dizer: "se acalma, querido". Mas nada além disso. Numa última filmagem, com os passageiros descendo do avião, a criança continua gritando sem parar, e ninguém sabe se ela ainda está gritando até o presente momento.


Um dos comentários no vídeo diz: "minhã mãe teria me batido até eu estar semi-morto se eu gritasse assim em público sem motivo nenhum, e ela estaria certa". Mas um outro consegue encontrar algo de bom no menino e diz: "os pulmões e cordas vocais desse garoto têm a durabilidade do Vibranium", um metal fictício de historinhas em quadrinhos.