Tecnologia do Blogger.

Estudo publicado em revista científica comprova que homens com camiseta Polo são mais propensos a trair

 

Muitos dizem que as aparências enganam, mas a verdade é que quem se engana é você. Não é porque um sapo é colorido que você pode passar a mão nele, por ser bonitinho; pelo contrário, suas cores indicam a grande probabilidade de fortes venenos ali.




E dentre os seres humanos existem esses sinais externos que nos indicam certas coisas que devemos saber antes de nos aproximarmos de alguém. Um estudo publicado no Boletim da Personalidade e Psicologia Social, feito por Daniel J. Kruger, da Universidade de Michigan, traz um título interessante:

 


"Imitação Fenotípica Distingue Pistas Entre Competição Copulativa e Investimento Parental Em Consumos Conspícuos dos Homens". O que isso quer dizer? Que pelas coisas que um homem escolhe aderir a si, pode-se obter indícios sobre o que ele está procurando. 


Quando alguém tira uma foto com uma Red Label, por exemplo, pra publicar no Instagram, tal homem está inerindo aquela marca à sua personalidade, com a intenção, talvez subconsciente, de passar certa imagem pra alguém, e é claro, ele quer que tal imagem seja obtida por quem vê a foto porque tem certo objetivo para com certas pessoas.


Esse estudo, que analisa a co-relação entre certas coisas que homens inerem a si mesmos, como roupas e marcas, e a intenção dele ou de obter relações casuais, ou relações duradouras, acabou descobrindo algo interessante. 


Os homens mais propensos a trair são os que usam camiseta polo, segundo a coleta de dados do estudo, e quanto maior o logotipo, maiores são as chances. O estudo também descobriu que quanto menor o logotipo, mais as chances desse homem acabar querendo um relacionamento duradouro. Pra quem é da área, o paper se encontra clicando aqui.


Agora você sabe. Se bem que talvez já soubesse.