Tecnologia do Blogger.

Por culpa da irmã, réu aparece em julgamento online com o nome de BUTTFUCKER 3000 e quase é preso


Nathaniel Saxton teve que participar de um julgamento online após ser encontrado no rolê com metanfetamina. O juiz Jeffrey Middleton julgaria o caso, e Nathaniel, sendo o último a entrar na chamada, acabou logando com um nickname nada desejável em um julgamento.




Quando ele entra, o juiz começa o que deve ser feito, e logo após um "bom dia", percebe algo de errado no meio da frase: "o seu nome é...BUTTFUCKER 3000!?". Nathaniel parece reconhecer o nome, mas age com muito estranhamento. "O quê? Eu não...não...er...eu não lembro de ter digitado nada disso". 

 


Mas o juiz começa a descascá-lo imediatamente: "que tipo de idiota entra em um julgamento online com esse nome?". O juiz pergunta seu nome novamente, o qual ele responde, e então é mandado para o "limbo" (nas próprias palavras do juiz) pra pensar sobre "como você chama a si mesmo online", e ele é jogado pra sala de espera.

 


Outra pessoa que está no julgamento não segura o riso, e o juiz começa a dar bronca em outro, que está de boné. Quando Nathaniel volta de seu "limbo da vergonha", explica que pediu à sua irmã pra que fizesse a sua conta do Zoom, pois ele não manja de computador. O apelido, de fato, se tratava de uma "piada interna" dos dois, e ela colocou ali como brincadeira, pra que ele mudasse posteriormente.

 


Mas sem se atentar pra isso, Nathaniel logou direto na sessão online. O juiz perguntou se a irmã estava presente, Nathaniel diz que não, e então é informado de que quase foi preso por causa da maninha. No fim das contas, o réu foi condenado a pagar 200 dólares de multa por causa da metanfetamina.

 


Fonte: Metro UK