Tecnologia do Blogger.

Soldada dopa todo mundo de maconha antes de exercício da artilharia, causa badtrip coletiva e quase mata todos


Uma atiradora do exército canadense enfrentará mais de uma dúzia de acusações em um tribunal militar depois de ter servido pra todos os colegas um monte de cupcakes cheios de maconha sem eles saberem.


Os relatórios sobre o caso dizem que os cupcakes foram dados pra unidade de artilharia logo antes de um exercício em campo, ou seja, com tiros de verdade. A unidade de artilharia é a que cuida dos morteiros, ou seja, são tiros bem potentes. Caso não conheça, o vídeo a seguir mostra como é:


 

Os soldados começaram a ficar brisados durante o exercício, já que a brisa da planta demora mais pra bater quando você come. Segundo os relatórios, diversos soldados se tornaram incapazes de manejar devidamente os morteiros, abdicando dos protocolos de segurança.

 


A soldada Chelsea Cogswell estava cuidando da cantina durante o Exercise Common Gunner, um evento militar com 3 semanas de exercícios pesados simulando situações de guerra. De sobremesa, cupcakes foram servidos aos soldados, e ela colocou maconha da boa na receita sem contar pra ninguém.

 


Todos os soldados do batalhão de artilharia, exceto um, sentiram sintomas como desidratação, calor em excesso, fadiga, confusão, e paranóia. Quando todo mundo começou a entrar na badtrip durante as explosões de morteiro, os superiores perceberam algo errado, e os soldados foram levados à enfermaria, onde foram tratados.

 


Exames foram feitos e a polícia militar foi chamada. Chelsea enfrentará 18 acusações no julgamento, e se for condenada, poderá pegar 2 anos de prisão.


Fonte: CTV News