Tecnologia do Blogger.

Youtubers estão comendo carne apodrecida por 1 ano pra sentirem brisa, especialistas alertam risco de morte

 

Uma antiga prática europeia (lá pros lados da Groelândia e Islândia) chamada "High Meat", ou carne alta, consiste em cuidadosamente deixar um pedaço cru de alguma carne fermentando em um pote de vidro. Se você fizer tudo corretamente, consegue produzir a "High Meat", e os defensores dessa prática dizem que existem diversas vantagens em fazer isso.




Segundo eles, o enxofre e o nitrogênio presentes na carne vão totalmente embora por conta da produção de amônia, metano, e sulfeto de hidrogênio. Além disso, dizem que a vitamina k2 é produzida no processo, e tal vitamina ainda é muito discutida no meio nutricional.

 


Por outro lado, se você errar nas etapas da produção da High Meat, pode acabar morrendo se comer a carne. Não que comer carne crua em si mesmo seja algo letal, afinal, o prato "steak tartare" é com carne crua. Coisas ditas "podres" também não são ruins em si mesmas, afinal, o gorgonzola está nas prateleiras de todo mercado.

 


A grande questão é o preparo correto. Algumas coisas são mais fáceis de preparar, como o leite com Nescau. Se você errar na dose de alguma coisa, não irá morrer por isso. Outras coisas têm um preparo muito difícil e delicado, como o sushi de baiacu, e um pequeno erro pode matar várias pessoas.

 


Embora não haja espaço nessa matéria pra dar um curso, existe uma diferença nesse meio entre "fermentação" e "apodrecimento". Fermentação é quando fungos e bactérias boas pro nosso organismo atuam sobre a coisa. Apodrecimento é a mesma coisa, mas com fungos e bactérias ruins pro nosso corpo.

 


Pra fazer a coisa do jeito certo, você precisa ter bastante conhecimento sobre fermentação, ou corre grande risco de contrair alguma doença como a salmonela, ou algo pior ainda, segundo a IFL Science. Mas quem quer ficar bem louco com alguma brisa, por acaso pensa em segurança do processo de fabricação?

 


Existe um detalhe nessa cultura toda de "High Meat": muita gente descreve uma sensação de "mega-euforia" depois de comer a iguaria. Esse papo chegou nos Youtubers, e por causa disso, vídeos extremamente nojentos estão sendo feitos.


 

O negócio já tem até uma "cena" no Youtube, com diversos youtubers encontrando novos métodos de fermentação, e chegando até a beber o sangue apodrecido por 1 ano pra atingerem a "melhor brisa". Nos vídeos eles demonstram o processo que fizeram, comem o produto final e descrevem o gosto, textura e se sentiram ou não sentiram a tal da brisa.

 

No Twitter um print de um cara que acabou se interessanto e comeu carne crua e podre já chegou a 15.000 curtidas, isso porque a foto do estado do bife que ele comeu não dava lá muito apetite. Mas segundo ele, a sensação foi ótima.

 

 

Existe até uma comunidade no Reddit chamada "Paleo", já com mais de 160.000 membros, onde os participantes buscam adotar práticas de um estilo de vida nômade, ou "pré-sociedade".

 

 

E a comunidade cresce bastante, já com as mais variadas experiências, como um rim de boi fermentado por um mês:

 

 

Caso você seja alguém pensando em se aprofundar nisso, antes de qualquer coisa, estude à fundo a questão da fermentação, ou você pode se ferrar grandão. E pra quem é vegetariano, como você conseguiu chegar até o fim da matéria?